Pontos de interesse

Ponte da RIbeira de Meimoa

A capinha tem a ponte sobre a Ribeira de Meimoa, com origem Romana-Medieval reconstruída em 1682. A origem romana desta ponte poderá estar relacionada com a ocupação romana. Algumas histórias relatam a passagem de Talabo fundador da cidade de Talabara, a qual segundo alguns autores situava-se precisamente nas margens da Ribeira da Meimoa nas proximidades.

 Odoo • A picture with a caption
Esta ponte com bases estruturais romanas está integrada na via romana que vinda de Mérida passa por Monsanto e Idanha-a-Velha (Egitânia). Desta via romana ainda é possível encontrar vestígios de pavimento à saída de São Marcos. Fontes romanas (ir à junta freguesia Capinha buscar informação) Barragem da capinha (ir à junta freguesia Capinha buscar informação)

 





 

 

 

 

 

 

 

 

 

Serra da Estrela

A Quinta da Capinha de verão ou de inverno está próxima da montanha mais alta de Portugal continental é o cenário perfeito para uns dias descontraídos em contacto com a natureza.

 Odoo • A picture with a caption

Com uma altitude máxima de 1993 metros na Torre, a Serra da Estrela é uma zona de rara beleza paisagística com desníveis montanhosos impressionantes onde podemos viver intensamente o silêncio das alturas. E aproveitar esses momentos de comunhão com a natureza para observá-la, reparando na variedade da vegetação, nas aves ou nos rebanhos de ovelhas guiados por cães da raça a que a Serra deu nome.

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

Aldeia Histórica Castelo Novo 

Em plena alma da Serra da Gardunha, numa paisagem em anfiteatro natural, em tons de verde e cinza, descobrimos Castelo Novo, Aldeia Histórica de Portugal, envolta numa aura de misticismo. Aqui, sentimos algo de fascinante, que nos envolve e harmoniza.

 Odoo • A picture with a caption

No alto o imponente castelo, que guarda há mais de 800 anos história, uma herança templária defendida por corajosas muralhas. Castelo Novo desperta-nos os sentidos: os cheiros da terra e das lareiras acesas no Inverno, as levadas da água nascente, que nos acompanham, e os sabores tão nossos: as castanhas, as cerejas, o azeite, o pão, o queijo e o vinho.